Chillan


O complexo turístico de Termas de Chillán é singular. Encravado em um belo trecho da cordilheira dos Andes, 1.650 m acima do nível do mar, as 32 pistas deste ski resort descem pela encosta de um vulcão, que tem cerca de 2.600 m de altitude. Tudo emoldurado por bosques preservados, paisagem difícil de esquecer, principalmente em uma manhã de céu azul com o sol refletindo nas árvores encobertas após uma noite de nevasca. Além da beleza natural, prepare-se para as pistas de ski e snowboard, todas muito bem construídas. Entre elas, Las Tres Marías, com respeitáveis 13 km de extensão, a maior de toda América do Sul, é um deleite para os iniciados.

E se você nunca calçou uma bota de ski na vida, não se preocupe. A estação é variada: quase um terço das pistas (30%) em Chillan é para aprendizes, e as demais são classificadas como nível médio (40%) e difíceis (os 30% restantes). Nos hotéis da região, adolescentes chilenos snowboarders convivem numa boa com brasileiros recém-chegados. Para os novatos, perseverança é a palavra-chave para domar aquele objeto estranho preso a seus pés. Mas compensa.

Sobre o RoteiroInformações Geraisprevisão do tempo

Pacotes a partir de USD 810  por pessoa (tarifa Early Booking – Baixa Temporada 2017), inclui:

*04 noites de hospedagem em quarto duplo no Hotel Altos ou Nevados de Chillán
*Pensão completa (café da manhã, almoço e jantar)
*04 dias de Ski Lift
*Livre Acesso às piscinas termais, uso da academia e atividades do Hotel

MELHOR PREÇO GARANTIDO!

Solicitar cotação por email
Sujeito a disponibilidade e alteração de valores.

O ski resort de Chillan possui 32 pistas num domínio esquiável de 10 mil hectares e 11 lifts que vão de cadeiras triplas a pomas. A pista Três Marias é considerada a mais longa da América do Sul com seus 13 km. Oferece heli-ski.

ALTITUDE: 2700 m pico; 1600 m base; 1100 de desnível.

Serviços

Aluguel de equipamentos, lojas de conserto de equipamento, escola de ski e snow, snowpark, motoneve, cassino, discoteca, restaurantes, etc

Parte terrestre em Santiago

Muitas vezes, por conta dos horários dos vôos que chegam e partem de Santiago o passageiro brasileiro precisa pernoitar na capital chilena, já que nem sempre é possível pegar a conexão para/de Concepcion ou o trem que leva a Chillan a tempo. Geralmente indicamos uma noite na ida (sexta para sábado) e outra na volta (sábado para domingo). Muitos passageiros aproveitam para prolongar essa estadia na ida ou na volta e conhecer melhor Santiago.

Por que escolher Chillan?

Para começar, tem as termas. O ski resort foi construído nas encostas de dois vulcões, o Chillán velho e o Chillán jovem. Por isso, há águas termais por todo lado: em piscinas ao ar livre ou dentro dos hotéis e até saindo das torneiras e do chuveiro do seu quarto – o que pode ser interessante pelas qualidades medicinais, mas nem tanto pelo leve odor de enxofre que a água carrega.

Na cola das termas vem o competente spa cinco-estrelas do Gran Hotel, o mais caro e delicioso do complexo. Não raro você encontra gente que chega só para uma semana de relaxamento e cuidados. As brasileiras são de longe as mais vaidosas e preferem tratamentos de beleza aos de relaxamento: massagens redutoras, drenagens linfáticas.

Por fim, vem a altitude. Como o ski resort está a apenas 1 680 metros- contra os áridos 3 000 metros de outros centros de esqui chilenos -, Chillan é cercado por bosques frondosos que podem ser admirados desde os quartos do hotel, de cima dos teleféricos e pistas mais altas, e de dentro por quem esquia em seus meandros. A paisagem nas pistas de Chillán é bem mais bonita do que em Valle Nevado ou Portillo. Além de enfeitar a paisagem, os bosques abrigam a maioria das atividades alternativas: trenós puxados por cachorros, motos de neve e esqui de fundo, uma espécie de (caminhada) em esquis adaptados a terrenos planos.

Para incrementar a diversidade de atrações, o resort investiu 8 milhões de dólares na construção de um prédio anexo ao Gran Hotel. Ali foram erguidos um cassino com 100 maquininhas caça-níquel, 14 mesas para cartas e roleta cuja inauguração está prevista para abril, um centro de convenções, um restaurante de comida internacional e uma cafeteria. Quem estiver hospedado no complexo entra de graça no cassino – entretanto, as refeições nos novos restaurantes não estão incluídas no pacote de meia-pensão dos hotéis de Chillan. Outro privilégio para quem fica no Gran Hotel é que não precisa nem botar o nariz na neve para aproveitar as novidades: há um acesso direto, interno, para o novo prédio de atrações.

SOLICITE AQUI SEU ORÇAMENTO

SOLICITE AQUI SEU ORÇAMENTO

Insira o local que mora

Número de Viajantes
Quarto 1
Quarto 2
Quarto 3
Aguarde...

Ficha-técnica

Lugares
visitados
Chillan
Customize esse pacote



Infos: Tudo sobre esse país

Chile
  • 20/2/2014

O Chile, com aprox. 17 milhões de habitantes, faz fronteira ao norte com o Peru, a nordeste com a Bolívia, a...